quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Esquivar-se

Nunca vele à pena bater de frente e confrontar forças. O interessante é esquivar-se e, se possível, aproveitar a força do oponente a seu favor. Se na situação for difícil aproveitar a força do oponente, apenas a esquiva já será suficiente.

Se o oponente é mais forte que vc, para que medir forças se sabe que não vencerá?

Se o oponente é mais fraco, para que medir forças e se tornar um covarde?

Se o oponente possui o mesmo nível, então medir forças não fará sentido algum.

Não bata de frente, a coisa pode ficar feia.

Escuro e Silencioso

Durante à noite aqui da Terra, me desprendi do meu corpo e fui embora. Fui tão longe, que ao retornar nem consegui lembrar de nada.

Quando isto acontece costumamos dizer que não sonhamos, mas na realidade é uma proteção do corpo material, pois os sentidos humanos não possuem capacidade para compreender o que acontece em outros planos, e é justamente por isso que achamos que durante o sono tudo fica escuro e silencioso.

Ao perceber que somos um espírito que temos um corpo para interagirmos neste planeta, e não um corpo deste planeta que tem um espírito, temos a possibilidade de nos tornar um pouco mais livre aqui no Planeta Azul, pois aos poucos conseguimos o domínio de nos desprendermos. Quando isto não ocorre, acontece o inevitável: Nossos pensamentos terráqueos se moldam com forma neurótica e exacerbadamente materialista. A serenidade e a harmonia se tornam algo raro, a dificuldade de atingirmos a plenitude é enorme.

Me sinto na obrigação de completar a fala dizendo que esta não é a única via para se atigir o estado de plenitude, aliás, esta via é apenas uma simples ferramenta com bastante ciladas inclusive.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Quem sabe agora dá um pega?




Estava agora a pouco em horário de almoço, fuçando no ORKUT, quando recebi uma mensagem: "...está novamente e em definitivo no ar o meu blog...". Lembrei que já tive vários Blogs, porém nenhum durou muito tempo. Apago. O dia-a-dia é corrido e acabo não tendo tempo para escrever, mesmo sabendo que quando escrevo eu desabafo colocando para fora sentimentos, idéias e fritações. Isto me faz bem, é como uma terapia.

Eu viajo, diariamente o meu pensamento vai longe e eu gosto muito disso. É fato que não são todas as pessoas que me acompanham nestas viagens ou conseguem ter paciência para escutar meus pensamentos, mas fazer o quê? Quando eu começo a falar e me coloco em uma linha de raciocínio, o meu cérebro começa a borbulhar, fritar e aí... Eu falo demais! Nem sempre o assunto da fritação é de interesse de todos.Depois outra, eu também falo rápido. Para quem está com preguiça ou é um pouco desatento acaba não acompanhando.

No fundo, tudo isto é muito divertido e espero que eu não pare nunca de fritar, ainda mais quando encontro alguém do mesmo naipe que eu, aí a conversa vai longe.

Bom, este é o começo de mais um Blog. Espero que Fritações Diárias vingue, acho que este dará "um pega".