segunda-feira, 12 de março de 2007

Problemas

Certo dia, a Persona Intelectus me disse que a característica de uma pessoa mais inteligente do que outra é a velocidade com que se resolve um problema, e isto de certa forma faz sentido. Porém as coisas não são tão simples deste jeito, cada persona possui o seu limite e além do mais a resolução depende da vivência.

Após uma leve fritada cheguei a um pensamento, não sei se é precipitado, mas já é uma hipótese. Na realidade, estou começando a perceber que para se viver aqui neste planeta, é necessário solucionar problemas diários.

Esta resolução de pequenos problemas diários nos fornece a vivência para lidar com as questões mais complexas. Neste sentido, podemos realizar uma analogia com o jogo de xadrez, em que cada partida acontece um problema diferente para ser resolvido. Um jogador iniciante ou com pouca vivência tem uma maior dificuldade e muitas vezes acaba sendo derrotado, porém o jogador mais experiente e astuto possui maior probabilidade de êxito.

Quando tenho uma dificuldade procuro meditar para ver se encontro a solução, e neste ato meditativo tenho o hábito de escutar ou dizer algum mantra. Mantra é algo repetitvo, cíclico que ocupa o nosso ego e assim nos fornece a possibilidade de buscarmos a resolução.

Se a vida é um grande problema a ser resolvido, será que o ciclo de dia e noite não acaba se tornando um enorme mantra produtor de vivência que nos ajuda na resolução dos problemas? Se a idéia for esta, é muito importante não perdemos o foco dos problemas e prestarmos a atenção em tudo que ocorre durante o mantra do "dia e noite".

E agora? A coisa ficou estranha... Se a vida é a resolução de problemas diários, quando não houver problemas é porque estamos mortos???

Acordei, vi que tenho problemas e portanto estou vivo. Ótimo, aproveitarei para encontrar a Persona Yin e dividir momentos felizes.

Nenhum comentário:

Caminho

"Meu destino depende de mim, não de Deus. Os estrategistas não acreditam em predestinação, ensinam pessoas a examinar suas situações e ...