domingo, 4 de março de 2007

"Tudo ao mesmo tempo agora"


Nossa Senhora! Hoje eu estou com a cabeça vazia, e como dizia a Persona Fartura, cabeça vazia é oficina do diabo. Antes que eu comece a pensar besteira, acho melhor eu fazer uma retrospectiva destes últimos dias.

A semana que passou não foi das melhores, tanto é que na sexta-feira eu mesmo não estava me agüentando e achei melhor ficar isolado e refletir. Quando me sinto deste jeito, normamente é porque existe o "fantasma cobrador", que sempre está pronunciando dois verbos: TER e PRECISAR. Esse "fantasma cobrador", se dou oportunidade, fica o tempo todo ditando ordens que me deixam completamente maluco.

"Tenho que estudar, preciso trabalhar, tenho que treinar, preciso cuidar da minha alimentação, tenho que ser mais prestativo, preciso ajudar as pessoas, tenho que ter paciência, preciso me divertir..." É uma infinidade de necessidades impostas pelo meu ego e, como Krishna nos diz, o ego pode ser nosso melhor amigo ou nosso pior inimigo. Pensando bem, esses dias ele foi a segunda opção.

Com todas estas necessidades impostas, aparece um efeito desagradável: Ansiedade. Quando me encontro ansioso, a coisa desanda. O mundo pára e eu fico travado, não consigo fazer nada. É um período de angústia que precisa ser transformado.

Como já estou postando aqui, é sinal de que a coisa fluiu. Esse estado já passou e agora retorno ao meu cotidiano tranqüilamente. Se estava ansioso é pq tenho muito o que fazer e achava que não dava conta, mas pensando nas palavras de Lao Tsé - "uma jornada de quilômetros começa com o primeiro passo" - amanhã será diferente. Sei que não darei conta de fazer tudo, mas farei. Farei uma coisa de cada vez, tranqüilamente, sem me afobar, racionalmente e o principal: mantendo o equilíbrio. Não adianta colocar a carroça na frente dos bois...

Ao percebermos que estamos passando pelo momento "tudo ao mesmo tempo agora", é hora de pisar no freio, refletir e começar novamente pelo primeiro passo.

Nenhum comentário: