segunda-feira, 21 de julho de 2008

I see dead people

Comigo acontece um fato natural, que pode acontecer com qualquer pessoa. Quando relaxo, me concentro e medito, depois de algum tempo consigo focar a minha visão no terceiro olho, o ponto que fica um pouco acima e entre os nossos olhos.

Nesta situação, percebo que estou com minha aura expandida e passo a ver coisas de um outro plano. Às vezes até sinto que estou realmente em outro plano. Desta forma, já visitei lugares não muito acolhedores e até mesmo lugares de assustar, mas ultimamente só tenho sentido sensações boas. Algumas pessoas denominam esta prática de “viagem astral”.

Nas últimas vezes em que fiz esta prática, passei a ver também rostos de pessoas, pessoas que muito provavelmente não estejam encarnadas e se apresentam a mim por meio do seu corpo semi-material, o perispírito. A última a se apresentar, foi uma menina loira, quase ruiva, com olhos bem azuis. Passou o seu rosto bem à minha frente fazendo caretas e em seguida foi embora.

Nunca tive receio desta situação, além de acreditar que tenho o controle, estou assessorado por pessoas que conhecem profundamente estes fenômenos e também pelo meu espírito guardião, Pedro.

O Pedro, mesmo não sendo permitida a aparição dos espíritos guardiões para nós, também apareceu um dia para mim, rapidamente. Chegou, marcou presença mostrando a sua força e foi embora.

Por enquanto, sei que quem está se apresentando para mim são espíritos acolhedores que me trazem confiança para eu ir mais longe, até que eu possa trabalhar, se for o caso. É tudo muito diferente do que ocorre em filmes, como por exemplo “Os Outros”. O filme sugere a sensação de terror ao ver as pessoas mortas, mas para mim até agora, tudo foi sensacional.

O que me interessa agora é o próximo passo: A comunicação. Será que isto ocorrerá? Não sei... O que sei é que ficar praticando esta expansão da aura e ter várias sensações agradáveis só por proveito próprio não é legal, não acrescenta nada. A comunicação sim, é importante. Podemos aprender e ajudar outros, tanto encarnados quanto desencarnados. Se a comunicação ocorrer, com certeza escreverei neste diário.
E você? Já viu pessoas mortas? Muito provavelmente dirá que não, mas eu tenho certeza que sim...

2 comentários:

carlahcy disse...

Olá, quero te parabenizar pelo blog e dizer que sinto a mesma coisa que descreveu. Quando me concentro consigo abrir o meu terceiro olho só que tenho medo e não vou mais adiante. Depois que li o seu relato me senti mais segura. Vou ficar aprimorando a técnica e quem sabe chegar no estágio que você se encontra....
abraços

Carla Silveira

Persona Rocha disse...

Olá Carla,

É natural que todos nós tenhamos medo do desconhecido, porém quando estudamos um pouco a respeito, podemos sentir que não é nenhum bicho de sete cabeças e as coisas começam a acontecer naturalmente. O importante é estudar ao mesmo tempo em que praticamos...

Abraço e boas sorte em seu desenvolvimento!!!

Caminho

"Meu destino depende de mim, não de Deus. Os estrategistas não acreditam em predestinação, ensinam pessoas a examinar suas situações e ...