quarta-feira, 18 de julho de 2007

Mais um "Ritual de Decolagem"

Levantar vôo é muito mais difícil do que pousar. O pouso ocorre de forma natural, sem nenhum problema, mas no meu caso, quando eu tenho vontade de mudar de dimensão, é necessário passar por uma série de checagens. É todo um ritual a ser seguido.

Sei que há quem considere esta história de ritual desnecessária, mas para mim as coisas ainda precisam acontecer desta forma, é o modo como eu me sintonizo.

Quando estou para realizar esta prática procuro manter meus pensamentos elevados em certa freqüência o tempo todo, mesmo que este exercício dure alguns dias. Outro fator importante é a alimentação: quanto mais leve e saudável melhor será, o metabolismo se tranqüiliza.

Normalmente a prática acontece em meu quarto à noite, quando não há nenhum barulho que possa tirar minha concentração. Sempre deixo tudo arrumado ao meu redor, nada espalhado, tudo deve estar absolutamente “clean”. Com a prática, já descobri que incenso e música de fundo me atrapalham.

Então, após toda preparação, deitei na cama e me cobri com um cobertor. A temperatura deve ser agradável, percebi que sentir frio ou calor durante o processo não ajuda. Em seguida comecei trabalhar um mantra para ocupar a minha mente. Detalhes deste processo comentarei em outro momento.

Minha respiração não acalmava e desta vez foi necessário fazer alguns exercícios de yôga. Inspirei inflando primeiramente o abdômen e posteriormente o tórax, lentamente, em seguida segurava todo o ar por uns 5 segundos antes de expirar lentamente. Expirava até sair todo o ar de meus pulmões e segurava mais uns 5 segundos antes de começar novamente todo o processo. Fiz uma seqüência de aproximadamente 6 ciclos e passei a respirar calmamente.

Ok, até o momento tudo certo. Meu pensamento ainda não estava desligado e meus olhos, apesar de se encontrarem o tempo todo fechados focavam o ponto chamado "terceiro olho".

Em processo meditativo passei algum tempo escutando o meu ser interior, não posso dizer com exatidão quanto tempo durou isto, pois estava passando pelo processo. Em um determinado momento visualizei um ponto de luz, que aumentou e diminuiu umas duas ou três vezes. Percebi que era o momento da partida, era o portal. A emoção terrena veio à tona e acabei perdendo o controle da situação. Meu corpo soltou uma carga gigante de adrenalina, acompanhada de um enorme frio na barriga.

Desta vez não deu, ontem consegui um sonho lúcido e amanhã tentarei novamente.

Nenhum comentário: