terça-feira, 31 de julho de 2007

ISBN: 8522005230

Algumas coisas são engraçadas por não fazerem sentido nenhum, mas acho que a natureza dos terráqueos é desta forma mesmo, completamente imbuída de incoerência.

Esporadicamente eu passeio pela Via Láctea e sempre que o asteróide B 612 está próximo, eu vou até ele para visitar a Persona Realeza. Gosto muito de conversar com ela, pois apesar da aparência de pouca idade, ela possui um conhecimento moral filosófico muito bacana, adquirido em suas viagens planetárias.

Ao passar pelo Planeta Azul, Persona Realeza deixou parte do seu diário de bordo, com alguns aprendizados adquiridos empiricamente, mas a incoerência humana não compreendeu direito as lições. Os adultos, ao tomarem conhecimento do material não dão a devida importância, não se deixam levar pela simplicidade. Acho que o fato da Persona Realeza ser direto aos assuntos abordados, acaba não chamando a atenção. Por outro lado, as crianças lêem o material, mas como a conduta dos adultos quase sempre é oposta aos ensinamentos, elas acabam achando que se trata apenas de uma ficção, um passa tempo.

No diário da Persona Realeza há um verbo que eu aprecio muito, acredito ser o grande segredo nas relações humanas: CATIVAR.

Se algum terráqueo tiver curiosidade a respeito do diário de bordo da Persona Realeza, basta procurá-lo com a dica que o título deste post oferece.

Lembrem-se: É preciso cativar.

Nenhum comentário:

Caminho

"Meu destino depende de mim, não de Deus. Os estrategistas não acreditam em predestinação, ensinam pessoas a examinar suas situações e ...